Artigos

Contéudo relevante de nossos especialistas para os nossos paciêntes.

Categoria: Doenças Oculares

Descolamento de retina na pessoa

Descolamento de retina tem cura? Saiba tudo sobre esta condição!

Entender sobre esta doença é fundamental para que não tenha problemas mais sérios, como a perda da visão 

Desconfia de descolamento de retina? Então, não pense duas vezes: procure o oftalmologista o quanto antes! 

Diagnosticar e tratar essa condição é essencial para que não haja complicações maiores na sua visão. Por isso, a Clínica de Olhos Dr. Seiko aborda esse tema no artigo de hoje. Acompanhe e saiba tudo sobre esse problema! 

O que é o descolamento de retina? 

Em suma, o descolamento de retina é um problema ocular que ocorre quando a retina (uma camada de tecido sensível à luz na parte posterior do olho) é afastada de sua posição normal na parte posterior do olho. 

Dessa forma, este problema separa as células da retina da camada de vasos sanguíneos que fornecem oxigênio e nutrição. Assim, quanto mais tempo o problema não for tratado, maior será o risco de perda permanente da visão no olho afetado. 

Quais os sintomas do descolamento de retina? 

Os sinais do descolamento de retina surgem antes de ocorrer o problema ou quando a condição já está avançada. Dessa forma, os indícios mais comuns do descolamento de retina são:

  • Surgimento de pontos ou linhas (flutuadores) que aparecem repentinamente em sua visão ou aumentam repentinamente em número; 
  • Flashes de luz em sua visão; 
  • Uma “cortina” escura ou sombra se movendo em sua visão; 
  • Visão fica embaçada de repente.

O descolamento de retina é, portanto, uma emergência médica. Assim, se você tiver sintomas dessa condição, é importante ir ao seu oftalmologista ou ao pronto-socorro imediatamente. 

Quais os fatores de risco para essa condição? 

Qualquer pessoa pode ter esse problema, porém alguns indivíduos têm maior risco. Portanto, fique atento se:

  • Você ou um membro da família teve um descolamento de retina antes; 
  • Teve uma lesão grave no olho; 
  • Você fez uma cirurgia no olho, como uma cirurgia para tratar catarata.

Alguns outros problemas com seus olhos também podem colocá-lo em maior risco, incluindo:

  • Retinopatia diabética (uma condição em pessoas com diabetes que afeta os vasos sanguíneos da retina); 
  • Miopia extrema (miopia), especialmente um tipo grave chamado miopia degenerativa; 
  • Algumas outras doenças oculares, incluindo retinosquise (quando a retina se separa em 2 camadas) ou degeneração em rede (afinamento da retina).

Como posso evitar o descolamento de retina? 

O problema geralmente é causado pelo envelhecimento e, portanto, geralmente não há como evitá-lo. No entanto, você pode diminuir o risco usando óculos de proteção ou outro equipamento de proteção ocular ao realizar atividades de risco, como praticar esportes.

Também é importante fazer exames completos com a dilatação da pupila regularmente. Um exame com a dilatação do olho pode ajudar o oftalmologista a encontrar uma pequena laceração ou descolamento da retina precocemente, antes que comece a afetar sua visão.

O único tratamento para o descolamento de retina é cirúrgico.

Dessa forma, é fundamental que procure o oftalmologista de confiança para realizar o diagnóstico correto do seu problema. Assim, não deixe de cuidar da sua vista! Entre em contato com a Clínica de Olhos Dr. Seiko e agende sua consulta com nossos profissionais!


Homem com a vista cansada

Vista cansada: sintomas, como aliviar e evitar este problema

Seus olhos também precisam de um refresco durante o dia. Saiba como prevenir esta condição

A vista cansada é, antes de mais nada, uma condição comum que surge quando seus olhos se cansam do uso intenso. Dessa forma, saber quando é a hora de parar passa a ser importante para, assim, evitar esse problema.

Portanto, leia o artigo e saiba o que é a vista cansada, como identificar e cuidar para que essa condição não ocorra.

O que é a vista cansada? 

Primeiramente, a vista cansada, ou fadiga ocular, é caracterizada pelo cansaço dos seus olhos após um dia de uso intenso, como olhar a tela de um computador ou dirigir por muito tempo, por exemplo.

Portanto, esse problema desaparece quando você descansa os olhos ou realiza ações para reduzir o desconforto ocular. Em alguns casos, os sinais e sintomas de fadiga ocular podem indicar uma condição ocular subjacente que precisa de tratamento.

Quais são os sinais da vista cansada? 

Antes de mais nada, saber como o corpo manifesta a vista cansada é fundamental para realizar ações de alívio dessa condição. Portanto, os sinais e sintomas da vista cansada são:

  • Olhos doloridos, cansados, queimando ou com coceira; 
  • Olhos lacrimejantes ou secos; 
  • Visão turva;  
  • Dor de cabeça; 
  • Maior sensibilidade à luz;
  • Dificuldade de concentração;
  • Sensação de não consegue manter os olhos abertos.

Além disso, as causas da fadiga ocular podem ocorrer depois de focar em uma tarefa específica por um longo período de tempo. Assim, uma das causas principais da fadiga ocular é o uso diário de telas digitais por várias horas.

Todavia, outras condições que podem servir de gatilho para a vista cansada são ambientes mal iluminados, estresse ou cansaço, problemas de visão ou problemas nos olhos, como olhos secos.

Como posso evitar a vista cansada? 

Primeiramente, ter bons hábitos é um passo inicial para combater a fadiga ocular. Para isso, a Clínica de Olhos Dr. Seiko trouxe algumas dicas que podem auxiliar nesse processo de melhora.

1 – Desvie o olhar com frequência 

A fadiga ocular ocorre, a princípio, quando você se engaja em uma única atividade por um período de tempo muito longo sem uma pausa. Você deve mudar seu foco para algo diferente da atividade a cada 20 minutos. O que você foca deve estar a 6 metros de distância, e você deve olhar por pelo menos 20 segundos. Isso é conhecido como regra 20-20-20.

2 – Posicione sua tela corretamente 

Certifique-se de que está olhando para o seu dispositivo digital na distância correta e na posição correta. Nesse sentido, a tela deve estar a poucos metros de seus olhos ou com o braço estendido. Você deve ver a tela na altura dos olhos ou ligeiramente abaixo deles. Isso também se aplica a dispositivos digitais portáteis: eles devem ser lidos abaixo do nível dos olhos.

3 – Utilize colírios 

O foco intenso, especialmente ao visualizar uma tela, pode resultar em uma redução dramática na quantidade de vezes que você pisca por minuto. Quando você pisca menos, seus olhos podem ficar secos e irritados. Você pode resolver isso com o uso de colírios lubrificantes que devem ser indicados pelo seu médico oftalmologista. Além disso, pode tentar piscar com mais frequência ao usar uma tela, o que pode impedir a ocorrência do sintoma.

4 – Reduza o tempo gasto em uma única atividade 

Uma maneira simples de evitar cansaço visual é limitar o tempo que você fica exposto a uma única atividade que requer foco intenso. Portanto, tente gastar menos tempo em dispositivos digitais.

Focar muito tempo em uma tarefa pode ser prejudicial aos seus olhos a longo prazo. Dessa forma, pode causar problemas com sua retina, catarata, degeneração macular e distúrbios do sono.

Manter a saúde dos olhos é, em suma, a chave para reduzir problemas de visão mais sérios no futuro. Você deve consultar seu oftalmologista de confiança com frequência para que seus olhos sejam examinados, especialmente se sentir fadiga ocular frequente ou prolongada.

Conte com a Clínica de Olhos Dr. Seiko e sua equipe médica de Oftalmologia. Entre em contato pelos nossos canais de atendimento, conheça os profissionais e agende sua consulta!



Diabetes e os Olhos

O Diabetes Mellitus (DM) é um grupo de doenças metabólicas, causada pelo aumento da taxa de açúcar no sangue (hiperglicemia) e associada a alterações, principalmente, dos vasos sanguíneos (vasculopatia) e nervos (neuropatia), afetando órgãos como olhos, rins, coração , pele e outros. Continuar lendo “Diabetes e os Olhos” »