Artigos

Conteúdo relevante de nossos especialistas para os nossos paciêntes.

Olho-lacrimejando_-6-causas-comuns-e-o-que-faze
Clínica Dr. Seiko Sem categoria

Olho lacrimejando: 6 causas comuns e o que fazer

As lágrimas interpretam um papel fundamental nos olhos. Além de mantê-los lubrificados, lavam partículas e poeiras, e interpretam um componente no sistema imunológico ocular que protege contra infecções. Mas e se o olho lacrimejar de forma excessiva?

A lágrima é produzida pelas glândulas lacrimais e em sua composição tem água, sais minerais, proteínas e gordura. Após produzidas, são lançadas pelas glândulas lacrimais na superfície do olho, e elas são drenadas por aberturas no canto das pálpebras e levadas pelas vias lacrimais, dos olhos até o nariz. Ao chegar a esse órgão, as lágrimas partem em direção à garganta. E quando o olho lacrimeja de forma excessiva?

Olho lacrimejando: O que pode ser?

É sempre importante estar atento aos sinais que o nosso corpo nos dá, por mais inocente que sejam os sintomas, pode ser a porta de entrada para alguma condição ou doença.

Se você sente seus olhos lacrimejando muito e constantemente pode significar uma produção de lágrima excessiva ou uma obstrução na via de drenagem da lágrima, e isso não é normal.

As causas podem ser muitas, no caso de produção excessiva, as mais comuns são:

Conjuntivites

A conjuntivite é uma inflamação do olho, e sua causa pode ser desde uma reação alérgica, até uma reação a alguma substância irritante ou infecção por vírus e bactérias.
Os sintomas mais comuns da conjuntivite são vermelhidão nos olhos, coceira, lacrimejamento transparente ou remelando e irritação.

Olho seco

Pode ocorrer por uma evaporação mais rápida da lágrima quando estamos expostos a ambientes refrigerados e ar condicionado (pois o ar fica mais seco), computadores (por piscar menos), defeitos do fechamento das pálpebras (por exemplo paralisia facial) ou defeitos na borda da pálpebra como tumores. Ou pode ocorrer por atrofia das glândulas geralmente associada a doenças auto imunes como Artrite Reumatoide e Lúpus, e uso de algumas substâncias como o Roacutan. Nossos olhos tem um mecanismo reflexo para tentar suprir a falta da lágrima e aumenta sua produção causando o lacrimejamento.

Blefarite e Meibomite

É uma inflamação na borda das pálpebras que pode estar associada com bacterias da própria flora local. E leva a uma instabilidade da camada lipídica da lágrima, fazendo com que a lágrima também evapore rapidamente, da mesma forma nossos olhos tem um reflexo de produzir mais lágrima provocando o lacrimejamento.

Gripe e resfriado

Durante uma gripe ou resfriado, os sintomas costumam ser mais intensos e longos, sintomas como olhos lacrimejando, tosse, febre, dor de garganta e de cabeça, coriza e cansaço são os mais vistos.

Úlcera da córnea

Normalmente causada por uma infecção no olho, ou uso indevido de lente de contato, olho seco, contato com substâncias irritantes, traumas ou problemas do sistema imune, a úlcera de córnea é uma ferida inflamada que surge na córnea do olho, e gera sintomas como dor, lacrimejo excessivo, sensação de algo preso no olho e/ou visão embaçada.
O maior grupo de risco dessa condição são os usuários de lente de contato, colírios esteroides ou os que possuem lesões ou queimaduras na córnea.

 Alergias

Parece algo inofensivo, mas as alergias causam sintomas muito incômodos como nariz entupido ou escorrendo, coceira no nariz, espirros constantes, tosse seca, vermelhidão, lacrimejamento nos olhos e dores de cabeça.
A alergia respiratória surge quando as vias aéreas entram em contato com substâncias alergênicas, e isso pode variar muito, como da poeira até a bolor.

Quando o acúmulo de lágrima é por obstrução na drenagem as causas podem ser traumas, após conjuntivites ou outras inflamações, uso de algumas medicações, e até mesmo não ter uma causa conhecida.

Diagnóstico e tratamento do olho lacrimejando

Quando o lacrimejamento se torna frequente e abundante, é preciso uma atenção redobrada a essa condição e buscar a ajuda de um profissional especializado que fará o diagnóstico da causa e recomendará um tratamento adequado, seja com medicamentos ou cirurgia.
Em alguns casos pode até ocorrer melhora espontânea, mas a prevenção das doenças causadoras do lacrimejamento é fundamental.

Entre em contato com a clínica Seiko e conte conosco para cuidar da sua saúde através de um atendimento humanizado, acolhedor e de excelência.